28 de julho de 2012

Uma moda desinteressante

No fim-de-semana passado quando fui à água (na praia) estava um rapaz sentado perto do sítio onde me coloquei. Eu nem tinha reparado bem nele, mas a minha prima chamo-me a atenção porque ele tinha uma enorme tatuagem nas costas com o nome de alguém. Comentámos ambas que é coisa que não achamos piada e a coisa passou.

Logo de seguida passa um outro rapaz e pimba, mais um com um nome de alguém tatuado nas costas. Logo mais um bocadinho para o lado e lá estava outro, desta vez com o nome escrito na vertical. Claro que aqui já estávamos a rir imenso as duas, e começámos a partilhar a nossa linda descoberta com a minha irmã, que ficando também atenta, acaba por descobrir mais um portador de tal arte, desta vez na água.

Eu confesso que nada tenho contra tatuagens.
Não tenho nenhuma, mas acho que é uma coisa gira e que há por ai pessoas com tatuagens lindíssimas, mas porque será que há tanta gente a fazer o mesmo tipo de tatuagens? Porquê escrever o nome de alguém ou o seu próprio nome em grande nas costas? Ainda por cima nesse local a pessoa nem sequer consegue ver e como normalmente andamos vestidos, é coisa que por norma ninguém vê (nem o próprio).
Também sei que a moda agora é tatuar nome dos filhos e conjugues nos braços, pernas e afins, mas confesso que não acho nada disto bonito.
Acho que há manifestações de amor (sejam elas paternas, ou não) bem mais bonitas e isto no fundo apenas me faz lembrar aquelas tatuagens que faziam os nossos combatentes da guerra colonial em África. Parece-me que agora simplesmente houve um upgrade de estilo, mas a lógica é a mesma e confesso que não a aprecio nada. Não tem nada de artistico!!



11 comentários:

Uena disse...

ahahaha era uma praga!
odeio tatuagens :\ blheca!

Viagem com tudo incluído disse...

Uena - Começamos a pensar que sim, ou então que tinham andado a fazer promoções desse tipo de tatuagens ali pela zona onde estávamos :P

amiga da onça disse...

Tens toda a razão, tatuar nomes nas costas é um pouco chunga.
Eu tenho uma tatuagem alusiva ao amor que tenho pelo meu marido, é simbólica.

Panda disse...

Também não gosto. Muito menos quando se tatua o nome do namorado ou marido (e vice versa). O meu irmão tem o nome do filho e também sempre achei piroso, mas gostos são gostos.

S* disse...

Oh meu deus, isso é muito chunga. Há tatuagens lindas mas esse estilo é medomho.

Mamã de Salto Alto disse...

Também não gosto assim!!

O Sexo e a Idade disse...

Tanta tatuagem já me começa a cheirar mal; no outro dia em Ibiza nem queria acreditar nos meus olhos; estão a ver aqula imagem que temos das facas de cozinha lado a lado por tamanhos, até ao cutelo? Isso!
Um homem na praia apresentava-se com todas elas tatuadas lado a lado à volta do tronco!
Nem soube o que dizer!

Quase nos "entas" disse...

é algo que desejo fazer, uma tatuagem alusiva ao meu filho no pulso, bem discreta...
Nao perguntes porque....mas tenho que fazer..;)

PinUp Me disse...

Simmmmmm eu tenho tattos e não são pequenas, mas esse tipo de tattoos não considero sequer arte. Arte é uma sleeve ou uma tela nas costas.

Nomes acho piroso, pouco original e roça o convencional na respectiva área.
Nem tão pouco me imagino a tatuar o nome nem de um filho.

O estar em locais que nunca vemos (como é o caso das costas) por norma é recomendado para não "enjoar" as ditas cujas. Ora sem mais comentários... lol

Ana, Rui e Alexander disse...

Eu tenho tatuagens, mas também não gosto nada de tatuagens com nomes! Eu e o meu marido até temos uma teoria que quando alguém tatua o nome do namorado/a acabam o namoro pouco tempo depois LOL É só uma teoria parva, mas as pessoas que sabemos que o fizeram, aconteceu isso mesmo! Acho que tem muito mais significado uma imagem que nos diz algo do que ter um nome "escarrapachado" no corpo... Mas gostos são gostos... Beijinhos :)

Wendy disse...

Epa, que coisa medonha! Adoro tatuagens mas isto é horrível.