10 de julho de 2012

A carta para a cegonha


Não há muito tempo, quando estive com o sobrinho do meu namorado, este pediu-me uma coisa muito engraçada.

Veio ter comigo com folhas brancas, canetas e lápis de cor e pediu-me nada mais nada menos... para lhe fazer uma carta à cegonha.
Ele acabou de fazer 5 anos e como ainda não sabe escrever e quer muito um mano,  lá decidiu que eu era uma boa escolha para o ajudar. E que feliz eu fiquei, pois em tempos ele fugia de mim e nem podia ouvir falar do meu nome. Depressa chegámos à conclusão que ele tinha ciúmes do tio :(
Mas já há um bom tempo que o conquistei e esta pareceu-me uma bela prova disso.

Lá escrevi a carta a pedir o mano e a explicar porque ele merecia ter um. Quanto terminei, li o que escrevi para aprovação dele e quando ia a fechar a carta diz-me ele: "Espera, falta o bebé". E pronto, lá tive de desenhar um bebé, que coitado ficou horrivel, mas tal como eu lhe disse na altura... eu não sei (ainda) fazer bebés ehehe

Fiz também um envelope e um lacinho e lá fechamos a carta. Ele foi entregar à mãe para pôr no correio e eu pensei que o assunto estava arrumado.

Enganei-me claro, pois no dia seguinte ele veio ter comigo e bombardeou-me com questões do género "Como é que a carta chega à cegonha?" ou "Como é que a cegonha sabe que aquele menino sou eu, e manda o mano para a minha casa?" ou ainda "Será que demora muito tempo?"

Com mais ou menos jeito lá lhe fui respondendo e acho que ele ficou convencido, mas não sei por quanto tempo, por isso o melhor mesmo é a cegonha tratar de enviar o mano, pois ele gostava mesmo de ter um e acho que os papás andam mesmo a pensar nisso :)

12 comentários:

Silvana Santos disse...

ahah que fofura essa inocência!

Sandrinha disse...

Hoooo, história tão querida :) As crianças são do mais amoroso que há. A ver se a cegonha chega mesmo eheh :P

Wendy disse...

Lol. Quando é assim mais explicar-lhe logo como é que as coisas acontecem e pronto, acabam-se as perguntas. É preciso ter coragem para pensar em ter dois filhos nesta altura, mas quando essa decisão é tomada em consciência amor não lhe faltará certamente.

Cacau disse...

Oh que fofo! :)

p.s. então e o telefone tocou?

PinUp Me disse...

Heheh santa inocência. Eu concordo em manter a ingenuidade nestas coisas o máximo de tempo possível. Não tem mal nenhum acreditar-se em contos e histórias que nada têm de mal.
Ele terá tempo de ser adulto, não há que apressar as coisas :)
Adorei!

Quase nos "entas" disse...

Que riqueza....
Olha pelo menos esse menino acha que é a cegonha...o meu acha que eu o comi ...ahahhahaha

O blog da S. disse...

Cativa a criança, eheheh!

amiga da onça disse...

Era uma boa altura para explicar como as coisas acontecem. A mim venderam-me esse sonho e não gostei nada. Fui gozada na escola,foi muito mau.

S* disse...

Oh, a inocência é mesmo bonita.

O Sexo e a Idade disse...

Que amor!
Lembrei-me de um anúncio bestial que vi há uns anos e fui buscá-lo para ti; espero que gostes.
http://www.youtube.com/watch?v=iDDjdFCOGG4

Viagem com tudo incluído disse...

Sexo e a Idade - Obrigada. Não conhecia o anúncio e achei a coisa mais fofa. Acho que se aplicava completamente ao caso que aqui falo :D

Wendy e Amiga da onça - Não digo que não tenham razão, mas partilho da opinião da PinUp. Enquanto se poder manter a inocência, acho que não há mal nisso. Seja como for, se há alguém que tem de lhe explicar como tudo funciona, acho que não devo ser eu :)

Viagem com tudo incluído disse...

Cacau - Quanto ao telefone, ainda nada :(