10 de abril de 2012

Eu, Ele e a Cozinha

Sempre adorei cozinhar. E sempre adorei fazer doces e experimentar receitas novas. Muitas houve que acabaram de ser feitas, foram provadas e foram direitas ao caixote do lixo (bad experiences). Mas modéstia à parte, a grande maioria das receitas novas que tenho experimentado têm sido amplamente gabadas pelos seus provadores J

Durante algum tempo pus um bocadinho de parte este meu gosto pela culinária/doçaria, pois passei por uma fase conturbada, onde mais do que a falta de tempo, a falta de vontade imperou sobre muitos dos meus antigos gostos. Mas agora, passada essa fase e renovadas as energias tenho-me dedicado especialmente às doçarias e tenho experimentado receitas muito interessantes.

E a acompanhar esta minha incursão pelo mundo dos tachos e panelas, o meu homem tem um gosto excepcional pela cozinha. E o melhor (ou pior no que à minha linha diz respeito) é que ele tem um jeito fantástico e faz pratos de bradar aos céus. Adora inovar, fazer coisas novas e diferentes. Ele tira receitas e depois adapta-as; ele inventa pratos, molhos, entradas; enfim faz um trabalho extraordinário, desde a concepção da receita até ao próprio empratamento. Vejo-lhe mesmo um enorme gosto e muito jeito, e confesso que às vezes até o invejo um bocadinho, pois de facto não consigo ser nem tão perfeccionista como ele, nem tao original e criativa. (às vezes sou tão trapalhona que até a mim me irrito)

Mas cada um no seu lugar, e acho que nos estamos a tornar uma dupla imbatível, pois ele com os seus pratos ultra especiais e saborosos, e eu com os meus bolos e doces apetitosos, temos feito as delícias um do outro e também de quem vai provando as nossas criações. E se querem que vos diga, acho que esta fase tem sido super interessante até para nossa relação. J


2 comentários:

mãedesaltosaltos disse...

Nesse aspecto nao tenho sorte nenhuma... Aproveita! beijinhos

Wendy disse...

De facto o trabalho em equipa e a equitativa divisão de tarefas é muito importante numa relação. Parabéns :)