5 de janeiro de 2014

Adeus King


Como benfiquista, mas sobretudo como portuguesa, hoje estou profundamente triste.

Cresci a minha vida inteira a ouvir o meu pai contar histórias sobre o Eusébio. A contar os momentos altos que viveu enquanto assistia a jogos dele no Estádio da Luz.

Foi um dos maiores embaixadores de Portugal em anos tão difíceis para o nosso país e é importante relembrar que o foi numa época onde não havia marketing, managers ou qualquer acompanhamento extra aos jogadores, como hoje há.

Sou uma Benfiquista frenética, já fui mesmo fanática (já me curei um bocadinho), e hoje presto a minha homenagem a este grande jogador de futebol. Foi o maior que já tivemos. Foi o Rei, como ainda hoje o chamam.
Como já li algures hoje no facebook, dizem que ele morreu... mas enganam-se, Eusébio é imortal!!!

Um bom domingo para todos.

2 comentários:

Ovelha Flor Guerreira disse...

Concordo que seja imortal e que à sua época tenha sido o melhor. Concordo que tenhamos perdido um dos grandes símbolos nacionais. Quanto a mim, só lhe faltou, no fim da vida, um bocadinho de humildade.

S* disse...

Uma lenda do futebol. :)