20 de novembro de 2012

Acerca do dia de ontem e do tema Desemprego

Se ainda estivesse desempregada (o que acabou há quase 4 meses), ontem teria acabado o meu subsídio de desemprego. Esta data ficou marcada na minha memória assim que vi os papéis da concessão do subsídio e não é por já estar a trabalhar há vários meses, que a esqueci.

Sei que muitas outras pessoas estão hoje na situação em que eu estive durante 5 meses.
Sei o quanto é duro estar nessa situação  Se para mim podia ter sido pior se não tivesse o apoio e o suporte da minha família, sei que para outras pessoas é-o de facto, e isso continua a impressionar-me.
Todos os dias ouvimos na TV o quanto o nr de desempregados continua a crescer em Portugal e eu nunca oiço tais notícias sem pensar na sorte que tenho por estar hoje tão bem, mas também sem pensar em todas as pessoas que ainda não estão.



Sei bem que muitas pessoas estão desempregadas e de facto não se esforçam por conseguir um emprego, ou porque se o fizerem vão ganhar bem menos do que ganham do fundo de desemprego, ou porque estar em casa é bem mais confortável do que estar a trabalhar.
Mas também sei que muitos (a maioria, diria eu) dos casos não é este. Em tempos terá sido, mas hoje há mesmo muitas pessoas desempregadas e desesperadas. E isso entristece-me. Somos um país neste momento sem rumo, sem opções  Sempre disse que não queria sair de Portugal, porque aqui tinha de haver um lugar para mim. De facto encontrei-o. Mas que opções sobram para aqueles que estão a ver os meses a passar e nada acontece? Para aqueles que não conseguem pagar as suas contas? Para aqueles que não conseguem alimentar os filhos? Ou para aqueles que mesmo ainda estando em casa dos pais, querem sair, fazer a sua vida e não encontram meio de o fazer?

Neste momento acho que muito se fala (entre os políticos) sobre o desemprego em Portugal, mas nada se faz. Estarão os Cavacos, os Coelhos ou os Relvas deste país, verdadeiramente interessados e empenhados em dar um real pontapé nesta crise?
Acho sinceramente que não, e sinto uma enorme tristeza por isso.
Quem me acompanha sabe que não é meu hábito passar os dias a dizer mal do meu país aqui no blog, mas ontem, dia em que mais uma vez me apercebi da sorte que tive em estar já empregada, e em que mais uma vez pensei em todos aqueles que ainda não o conseguiram, fico revoltada. Fico triste! Fico até deprimida!!!

Beijinho para todos os que me acompanham (e um especial para os que estejam desempregados).

10 comentários:

OutraMaria disse...

eu ja passei pelo desemprego por 2 vezes e foi custoso numa altura da vida em que tens um bébé pequeno nos braços e sem saber o teu futuro. Sei dar valor ás pessoas que por lá passam mas nao desistem de lutar... e minha querida os nossos politicos falam muito mas agem pouquissimo.

muita força a todos aqueles que realmente precisam e querem trabalhar

Quase nos "entas" disse...

Felizmente minha querida que encontraste o teu lugar :)

cada dia que passa tenho um amigo desempregado....ASSUSTADOR!!
eu já la estive e tenho medo...muito medo
bjos

Neuza disse...

Olá querida!!!
Sou da mesmissima opiniao que tu, estou desempregada e sem receber (acabei dia 5 deste mês)e, neste momento não posso trabalhar devido á cirurgia, mas assim que estiver melhor, espero que encontre o meu lugar assim como tu encontras-te o teu...
Quanto aos nossos politicos, acho que não vale a pena dizer nada, eles não sabem o que é estar sem trabalho e ser dinheiro, que é pior...
Beijinhos

EscritaDela disse...

É muito bom teres encontrado um emprego de facto, da maneira como estão as coisas não sabe onde acabará :( é muito triste pensar que há tanta gente a desesperar por um emprego...um qualquer. Nem sei que pensar.

Ovelha Flor Guerreira disse...

Nunca passei por essa situação e acredito que ía ser um desespero...mas ía aceitar tudo! Até lavar escadas!

S* disse...

É revoltante e doloroso... nunca passei por isso, mas acompanhei familiares no processo.

amiga da onça disse...

O desemprego é terrível fica-se sem rumo, sem esperança e muitas vezes leva ao desespero.
É preciso que a família esteja unida para apoiar um desempregado, para não se sentir inútil nem um fardo .
Que bom teres trabalho, pois eu minha amiga, parece que é o que me espera.
Beijinhos.
E hoje estou triste, com uma desilusão que tive com um comentário no meu blog.
Enfim "ossos" da blogosfera.

AngieM disse...

Felizmente já não estou nessa situação, mas hoje em dia, sinceramente e infelizmente já não acho nada garantido :/

Muito obrigada minha querida. Beijinho e uma boa noite :)*

PinUp Me disse...

Já passei pelo desemprego uma vez em 10 anos de trabalho e jurei para nunca mais... foram os piores 3 meses que tive :/

Mamã de Peep-Toe disse...

Deve ser doloroso sim e ainda bem que tens trabalho,que é o que faz flata a muita gente!!