17 de outubro de 2012

Mudanças

Sou uma verdadeira mulher de família. Sou muito próxima dos meus familiares (mesmo que por vezes haja momentos menos bons como o que descrevi na semana passada), e sou daquelas pessoas que gosta e sente até necessidade de partilhar com eles tudo o que seja importante da sua vida.

Como a decisão do casamento, claro que essa partilha tem-se acentuado ainda mais. Tudo o que diz respeito à organização tem sido inteiramente partilhado com os meus pais e com os pais deles, pois para além de terem o direito a estar a par de tudo (são eles que nos vão oferecer a festa), também é importante para nós que assim seja, pois as suas opiniões, sugestões e até críticas são muito importantes para nós e claramente bem-vindas.

Desde que decidimos casar e começámos a planear as coisas, nem por um só segundo tive qualquer dúvida de que é isto que quero para mim e do profundo amor que sinto pelo meu namorado. É com ele que quero envelhecer, e sinceramente sinto-me completamente preparada para uma vida a dois sabendo desde logo que nada é completamente perfeito e que teremos como toda a gente, bons e maus momentos. Saber que vamos viver juntos todos os dias (agora também já vamos vivendo um bocadinho, mas não é todos-todos os dias) empolga-me imenso, pois acho que encaixamos tão bem que sinceramente sinto que temos todos os ingredientes para que tudo corra bem. (Como podem ver sou uma mulher de certezas e convicções fortes eheh)

Contudo, tenho-me agora apercebido que há aqui um outro aspecto para o qual tenho de me preparar: o sair completamente de casa da minha família e o deixar de privar com eles diariamente. Acho que todas as pessoas que são próximas dos seus familiares poderão compreender o que digo, pois com isto não quero dizer que estou com medo de sair de casa, ou que acho que não saberei viver sem eles. Com isto quero apenas dizer que estou preparada para o fazer e acho que está na hora; mas que sentirei obviamente a sua falta, situação para a qual terei de me habituar. Acho que deve ser normal pensar assim, pois de facto a minha vida mudará bastante, mas também acho que faz parte do nosso crescimento que assim seja, e desde que tenhamos a certeza do que queremos (como é o meu caso), tudo será uma questão de adaptação.
Ao crescermos, vamos ganhando asas e chega uma altura em que temos de levantar voo. Mas o meu não será para muito longe, até porque não posso; não quero; e pura e simplesmente não consigo!!!

E também como ainda falta um tempinho, tenho ainda alguma margem para me ir habituando à ideia :)


12 comentários:

amiga da onça disse...

Amiga é natural que estejas com sentimentos ambíguos o contrário é que não seria normal, vivendo tu num a família que te preenche.
Vais adaptar-te e os dois vão aprender a viver em conjunto e um para o outro.
Amiga nunca dês nada por garantido e não desistas na primeira contrariedade.Enquanto se amarem luta por estarem sempre juntos haja o que houver.
Viver com outra pessoa não é fácil, mas quando se ama tudo se supera. Desejo-te a maior sorte do mundo, não te conheço mas admiro-te muito e sei que mereces ser feliz. Beijinhos e nada de dúvidas.

ponguinho disse...

O longe se faz perto. E vais ter sempre miminhos da família. Eu estou bem mais longe do que aquilo que acho que vás, e recebo muitos miminhos todos os dias :)
Não tenhas medo, vai correr tudo bem!

Viagem com tudo incluído disse...

Obrigada minhas queridas. Como disse no texto, tenho zero dúvidas do passo que vou dar, mas claro que isso implica mudanças e há que me adaptar a elas :) Bjsss para as duas

Mamã de Peep-Toe disse...

É natural esse sentimento,mas vais ver que vais adorar estar casada!!E vais ser muito feliz...

*C*inderela disse...

COmpreendo-te, também fiquei com esse nó no estomago por me "afastar" da minha familia. Felizmente moramos todos pertos e vejo-os com regularidade.

Bjokas

OutraMaria disse...

Vais ser feliz nessa tua nova etapa, e os teus pais vao estar sempre lá para te apoiar, perto ou longe já fazem parte de ti sempre e para sempre. beijinhos

Opinante disse...

Quando estiveres casada não queres outra coisa:P

Wendy disse...

Vais gostar tanto de sair de casa dos pais que não vias pensar nisso. Por muito que gostemos da família prezamos a nossa independência e nunca cortamos relações com as pessoas que nos são queridas por muito que estejamos longe. Não fiques preocupada com isso ;)
Beijinhos

Noa disse...

Que ansiedade que deve ser andar a tratar de tudooooo :D

S* disse...

É muito mais bonito assim. o casamento é teu mas a felicidade é de todos. :)

S disse...

Vai mudar muita coisa vai... Mas é uma nova fase vai ficar tudo bem na mesma só que diferente :)
Bj S

O Blog da S. disse...

Dizem que os primeiros tempos são complicados por esse motivo. Eu não vivo com a minha família há muitosss anos e vivo "ajuntada" por isso já não se põe o caso.
Mas rápido te habituas e podes sempre estar com a família. :)