12 de março de 2013

Back

E já estou de volta. Domingo lá tivemos de voltar e confesso que vim feliz da vida. Não que não tivesse gostado do fds, mas confesso que também não adorei. Apanhei um frio de rachar, sempre mau tempo, com imensa chuva, granizo e afins e para além disso andei um bocadinho irritada com as pessoas daquela aldeia. Definitivamente sou uma pessoa que não sabe lidar com certos tipos de pessoas, daquelas que inventam coisas, criam mexericos e só vivem a vida dos outros, sendo que a delas é bem triste e infeliz. 

Desde que nasci que vou aquela terra, mas sinceramente acho que nunca saberei lidar com as pessoas de lá. Provavelmente o mal está em mim, mas quando sei que apenas porque os pais do meu namorado vierem um fds a Lisboa (por causa da degustação dos pratos que falei atrás), andaram a dizer que eles tinham vindo porque casámos nesse fds e ainda foram ter com pessoas da família (inclusive os avós do meu namorado) a perguntar porque não tinham vindo ao casamento e porque raio não os tínhamos convidado, cheira-me mesmo a gente má, com uma mente muito porca e que apenas vive bem a falar (mal) da vida dos outros. É verdade que podia muito bem ter casado nesse fim-de-semana, mas porque raio iríamos nós casar assim a meio do inverno, e apenas vinham ao casamento os pais do noivo, tendo tanto ele como eu, imensa família naquela terra? Será que as pessoas não se podem ausentar dois dias que começam logo a inventar coisas? E pior do que inventar, é espalhar como coisa certa uma coisa que nunca aconteceu :(

Enfim, desabafos à parte, na Páscoa terei de lá voltar (desta vez para entregar os convites do casamento que entretanto já tive e não sabia), e tenho de ver se vou um pouco mais bem disposta, porque desta vez o pouco tempo que estive na aldeia, nem de casa quis sair porque se visse alguém e me perguntassem alguma coisa sobre este tema, já sabia que me ia saltar a tampa. A sorte é que desta vez dormimos em casa do irmão do meu namorado, que fica a 13Km da aldeia, coisa que me ajudou a arejar as ideias ;)

Beijinhos minha gente e tenham uma boa semana***

7 comentários:

Orquídea Branca disse...

bem...há gente mesmo mesquinha :S que é eles ganham em dizer essas coisa? era um par de estalos a cada um!!!!

Opinante disse...

Típico...

O Blog da S. disse...

Nas aldeias é sempre assim. Também fui "à terra" depois da lua-de-mel, e as velhas na rua enquanto nós passávamos gritavam para a minha mãe "de onde é que é o teu genro, é daqui perto?".

Ainda murmurei à minha mãe para lhes responder que era da Conchinchina, mas ela lá lhes respondeu de forma mais simpática!

Também não tenho paciência para isso. Mas eu só vou à minha terra duas vezes por ano, por isso passa-me bem ao lado!

Tens que aprender a gozar, senão andas sempre enervada. Diz-lhes que não casaste nesse fim-de-semana, que foi já há uns meses, e que no fim-de-semana que os teus pais se ausentaram foram conhecer os trigémeos que já tiveste!

E os casamentos no Inverno também são bons, eu casei no Inverno... :p

Beijocaaa!

Maria disse...

oh que gente :/:/

PinUp Me disse...

Uma óptima semana querida!!

Maria disse...

onde andas tu? :)

AngieM disse...

É preciso paciência, são pessoas de mentes pequeninas :/
Não ligues :) Beijinho*