6 de junho de 2013

Grandes Mudanças se aproximam

Aliás, grandes não digo, pois diria mesmo que a maior mudança da minha vida aproxima-se.
Tendo tudo pronto em nossa casa para nos mudarmos, decidimos que estava na altura de o namorado lindo de morrer sair da casa que partilhava com outro familiar, e irmos para a nossa.
Ele tratou de tudo, e neste fim-de-semana fizemos as mudanças finais das coisas dele de uma casa para a outra. Só que, e na minha vida há sempre um “só que”, eu na 2ªf ia fazer a cirurgia e comecei a bater mal com isso. Não me entrava na cabeça que iriamos começar a nossa vida a dois comigo combalida, sem quase poder andar, quanto mais poder fazer qualquer actividade normal numa casa. Falamos acerca do assunto e acabamos por decidir que pelo menos nesta primeira semana em que eu ainda estaria em recuperação, ele iria sozinho para lá, continuando eu em casa dos meus pais. Para ele não estar tão sozinho, e também para poder estar comigo, ele está a ir jantar todos os dias a casa dos meus pais, indo mesmo só dormir à nossa casa.
Entretanto a semana está quase a chegar ao fim, e agora sim, está na altura de eu ir para ao pé dele. É uma coisa que quero muito, foi decidida entre nós, e sinceramente parece-me muito bem que possamos viver ainda uns mesinhos juntos antes do grande dia; mas tenho de vos ser sincera: é uma mudança, que sendo algo muito feliz, também tem uma parte que custa muito. Nunca vivi noutra casa que não a dos meus pais, e sempre fui superrrr agarrada à minha família e agora sinto-me completamente dividida entre o entusiasmo de ir viver com o meu amor, e de deixar o espaço  e as pessoas onde cresci e com quem sempre vivi. Sei que estamos perante a ordem natural das coisas, e não me sinto sequer triste por sair de casa (é algo que sinto que está mais do que na hora, até!), mas mesmo assim esta situação dá-me uma enorme ambiguidade de sentimentos. Não sei se é normal sentir-me assim ou se serei caso raro (espero até ouvir as vossas preciosas opiniões), mas uma coisa sei: fui muito feliz ao longo dos 27 anos que vivi com a minha família, e espero ser tão ou ainda mais feliz a partir do momento em que for viver com o homem que escolhi para meu marido J
Beijinhos para todos**

7 comentários:

Orquídea disse...

que corra tudo bem :) o meu grande sonho é puder fazer o mesmo com o moçoilo :)

amiga da onça disse...

Claro que vais continuar a ser feliz, porque a felicidade está dentro de nó, somos nós que a procuramos.
beijinhos

Opinante disse...

Tudo de bom :D

PinUp Me disse...

Vais continuar a ser muito feliz, não percas o entusiasmo!

EscritaDela disse...

Ando também tão desaparecida do meu blogue que mal sei das novidades. mas fico contente pela cirurgia ter corrido bem :) antes do grande dia já vai estar tudo perfeito!
Em relação à mudança para a casa nova, posso dizer por experiência própria que não és um caso raro :) eu também me senti assim quando saí da casa dos pais mais ou menos há um mês atrás...nos primeiros dias foi estranho...deixar a casa onde vivi tantos anos. Mas a vida é assim mesmo, e sendo a mudança para ir viver com o nosso amor só pode ser tudo de bom! Eu estou a adorar cada dia, tratar da casa também não é fácil mas dá um gozo enorme :) vais adorar! :) beijinhos

Maria disse...

vai correr tudo bem ;) são fases que fazes parte da vida :)

IsaMaria disse...

Olá. Essa sensação estranha parece-me normal. Afinal é uma mudança de vida, não só porque se vai viver com uma pessoa que escolhemos( e há sempre aquele receio que não resulte) como tb se sai de um ambiente super familar. Não te parece? Felicidades é o que te desejo.
beijinhos.